Jazz e a ‘chegada das ciganas’

Por marcelo.fontes em 22/02/2017

Na edição anterior do blog falamos da cerveja Mithica, uma artesanal cigana de Batatais. Mas em Ribeirão Preto, o movimento das cervejarias ciganas também tem seus representantes. É caso da Jazz Brewing, fundada no final de novembro 2016. As marcas ciganas são as que fabricam suas receitas em estruturas alugas – a Jazz utiliza a estrutura da Opera, de Araraquara. O entrevistado de hoje é o idealizador da Jazz, Romulo Campos, de 34 anos, natural de Ribeirão Preto. Formado em ciências da computação e mestre em contabilidade, Romulo fabrica cerveja desde 2013.

ENTREVISTA

1 – Quando e como surgiu a Jazz? A marca tem quantos proprietários?

JazzEu sou cervejeiro caseiro desde 2013, e como qualquer cervejeiro, sempre tive vontade de levar minhas receitas das panelas para as prateleiras. Então, em junho de 2016, iniciei as negociações com a fábrica para começarmos a produção. A primeira produção foi realizada em novembro de 2016 e lançada no dia 28 do mesmo mês. A marca é inteiramente minha. Já recebi propostas de sociedade e investimento, mas, por enquanto, quero o poder total das decisões.

2 – Como e onde é feita a produção da cerveja? Qual o volume produzido em cada brassagem?

A Jazz é produzida na cervejaria Opera, em Araraquara. Precisei buscar uma cervejaria fora de Ribeirão Preto porque as fábricas locais não estavam com espaço para produção para as ciganas. Outro fator que contribuiu para a escolha da Opera, foi o tamanho dos tanques, pois ela trabalha com tanques de 500 a 2 mil litros. Dessa forma, é possível produzir lotes pequenos e crescer junto com a demanda. Como existe a vantagem dos tanques menores, foram feitas 2 brassagens de 500 litros que ajudaram a abastecer os pontos de venda com a cerveja mais fresca possível. Já está programado o terceiro lote que provavelmente será de 1000 litros.

3 – Como é feita a comercialização da Jazz?

Uma coisa comum no começo das cervejarias ciganas é o cervejeiro também ser o vendedor, entregador, etc… Isso faz com que a oferta de locais cresça devagar. O próximo passo é entrar em contato com alguns distribuidores. Por enquanto, é possível encontrar a Jazz Wit no Armazém Geral, Empório Toscana, Empório Santa Terezinha; nas casas de cerveja Private Beer e Guitar Beer; nos bares e restaurantes Sr Shiitake, The Black Bull Dog, Super 8 Burger, Espaço a Coisa e Vila Dionísio.

4 – Qual o estilo da cerveja?

jazz 2Praticamente todas as cervejarias começam suas produções com uma cerveja entre os estilos pilsen, trigo ou IPA. A primeira cerveja é a Jazz Wit. Como estamos em Ribeirão Preto, decidi começar com uma cerveja que realmente fosse a cara da cidade. Pequei a base de witbier (a cerveja de trigo belga), deixei-a mais seca e acrescentei lúpulos cítricos. Dessa forma surgiu uma cerveja que ficou fora de qualquer estilo, mas extremamente refrescante com um sabor único. Seguindo linha de criar cervejas únicas, já estão programados os lançamentos de uma cerveja baseada em uma Tripel e outra em uma Belgian Ipa.

SERVIÇO – Onde encontra a Jazz?
Empório Toscana
WhatsApp (16) 98841-3131 | 3235-5779
Rua Campos Salles, 1936

Senhor Shiitaki
Avenida Cesar Vergueiro, 780
(16) 3916-2873

The Black Bull Dog
Rua Sete de Setembro, 2010
Telefone: (16) 3911-9507

DICAS DA SEMANA

Carnaval com blues e rock ‘n’ roll

Melhor fantasia vai dar prêmio

Melhor fantasia vai levar um growler

O brewpub Weird Barrel realiza no domingo (26) e terça-feira (28), a partir das 12 horas, a segunda edição de seu Pirates Bloody Carnival – a cervejaria é opção para quem prefere rock’n’ roll. Para não deixar totalmente o Carnaval de lado, a “batalha de fantasias” com temática pirata, terá como prêmios um growler com 2 litros de cerveja, camiseta e um copo. A música será por conta das bandas Classix Duo e Trio Los Dois. O cardápio especial da festa será preparado pelo food truck Fat Hog, especializado em carnes defumadas, e pelas empanadas da equipe do restaurante Petit Empanadas.

SERVIÇO
2º Pirates Bloody Carnival
Dias 26 e 28 de fevereiro, após o meio-dia
Rua Altino Arantes, 1854
Ribeirão Preto
Entrada gratuita

Cerveja nova para a ‘Folia’

Foto: Mariana Buck

Foto: Mariana Buck

Com adiantamos na edição anterior do blog, a Cervejaria Nacional já está servindo a Folia, cerveja sazonal desenvolvida para o Carnaval. Trata-se de uma American Light Lager, com um toque especial de melado de cana-de-açúcar para dar ainda mais leveza à bebida. A Folia tem 11 IBU, 3,8% de teor alcoólico. Além da nova bebida, já a partir do sábado (25), a casa vai oferecer música ao vivo (das 21h à 00h), com samba raiz, com Marquinhos Dikuã.

SERVIÇO
Carnaval da Nacional
Data: de sábado (25) a terça-feira (28)
Das 21h à 00h
Cidade: Ribeirão Preto-SP
Rua São José, 933 - Shopping Santa Úrsula
Tel.: (16) 3102 9246
E-mail: contatorp@cervejarianacional.com.br

Cerveja de Batatais e a agenda da folia

Por marcelo.fontes em 15/02/2017

Não é só em Ribeirão Preto que as cervejas artesanais fazem sucesso. Já mostramos aqui o caso da Guilda, em Barretos (edição do dia 15 de julho de 2016), e hoje vamos mostrar a Mithica, de Batatais. O local conta com receitas próprias, mas utiliza a estrutura de outras cervejarias para a produção. Esse tipo de modelo de negócio ganhou o apelido de cervejarias ciganas (por ser fabricada cada vez em um local, mesmo tendo um bar fixo). Veja na edição de hoje também como aproveitar o Carnaval tomando uma boa cerveja.

ENTREVISTA – MITHICA

Mithica1 – Como surgiu a Mithica?

A Mithica Cervejaria surgiu a partir do encontro de um grupo de amigos, com perfis culturais variados (engenharia, filosofia, direito e literatura) e que têm em comum o apreço por cervejas artesanais. Após vários acertos e um investimento razoável, em 29 de janeiro de 2016 abríamos as portas da Mithica Cervejaria. Mas foi só em setembro de 2016 que pudemos trabalhar na produção e, finalmente, lançar os quatro rótulos cujas receitas foram minuciosamente testadas e aprimoradas. Hoje a empresa é composta por quatro sócios, Diego Fernandes, Edson Nardi, Bruno Guimarães e Fernando Jorge.

2 – Como surgiu o interesse pela cerveja?

Surgiu a partir do contato que tivemos com as cervejas artesanais. Ficamos surpresos ao perceber que existiam tantas variedades de cerveja, com sabores e aromas variados e que, infelizmente, até então, não tínhamos acesso. Investigando os números do mercado cervejeiro, vimos que no Brasil representava 0,6%, frente a 5% dos EUA.

3 – Como está sendo a aceitação da Mithica em Batatais?

A recepção inicial foi de surpresa, visto que a ambientação retrô, o estilo musical, que contempla ritmos não executados na cidade, junto com a cerveja de qualidade. Também é oferecida aos clientes água gelada em garrafas personalizadas como cortesia, além do já tradicional “potinho de pipoca temperada”. Não há cobrança de serviços.

Slide14 – Há projetos de expansão, de ir para outras cidades? A cerveja é vendida em outros pontos ou só no bar?

Sim, temos esse projeto de expansão e ele já está começando por meio da implantação do beer truck, que leva a cerveja artesanal para outros locais e também através dos contatos que estamos tendo com locais na região que possuem proposta semelhante.

5 – Quais os rótulos disponíveis?

Temos 4 rótulos. Cada um deles faz uma homenagem à presença da mulher na cultura, por meio da ênfase das musas da mitologia (Clio, Erato, Euterpe e Calliope) e com estilos clássicos (Weiss e Pilsen) e ousados (India Pale Ale e Dubbel).

VEJA AS CERVEJAS
CALLIOPE DUBBEL
Calliope é considerada a musa superior que protege a eloquência e a poesia épica. Sua representação está associada a um pergaminho. Para honrar essa musa, optamos por uma Dubbel composta por seis tipos de maltes que oferecem notas adocicadas e frutadas e um intenso toque etílico, convidando todos a enfrentar as batalhas cotidianas cientes de que a força do herói repousa em sua convicção.
Alta fermentação / IBU: 25 (baixo amargor)
ERATO WEISS
Erato é a musa da poesia lírica que encanta a visão daqueles que têm a sorte de encontrá-la. É representada constantemente portando uma lira. Para celebrar essa musa, optamos por uma Weiss tradicional, com aromas de cravo e banana e uma espuma densa, propagando as emoções de todo aquele que se deixa levar pelo torpor extasiante da poética.
Alta fermentação / IBU: 18 (baixo amargor)
CLIO IPA
Clio é louvada como a musa que proclama a história. Sob sua égide está a transcrição dos atos humanos e, por esse motivo, é sempre representada com um livro. Para celebrar essa musa, optamos por uma IPA composta por três maltes e lúpulos cítricos que passeiam ao longo do tempo com um amargor desafiador, delineando a experiência intensa que surge do ato de se tentar escrever a própria história.
Alta fermentação / IBU: 55 (alto amargor)
EUTERPE PILSEN
Euterpe é a musa da música que inspirou o desenvolvimento das artes. Para alguns, foi ela a inventora da flauta que, muitas vezes, é utilizada para representá-la. Para cantarmos em honra a essa musa, optamos por uma Pilsen com notas leves e cristalinas, que oferecem um verdadeiro convite à audição das melodias que dão tom ao cotidiano.
Baixa Fermentação / IBU: 17 (baixo amargor)
SERVIÇO
Local: Mithica Cervejaria
Cidade: Batatais (43 km de Ribeirão)
Rua José Elídio Campez, 413 - Jardim Elena
Informações: Mithica Cervejaria | Facebook

CAI NA FOLIA COM AS ARTESANAIS

NACIONAL TRAZ CERVEJA ESPECIAL

Foto: Mariana Buck

Foto: Mariana Buck

A Cervejaria Nacional entra no clima do Carnaval. Para animar os foliões, o brewpub serve, a partir do dia 20 de fevereiro a Folia, cerveja sazonal desenvolvida para a época. De estilo American Light Lager, a receita foi criada para ser harmonizada com o clima quente. O mestre cervejeiro Patrick Bannwart adicionou um toque especial: melado de cana-de-açúcar para dar ainda mais leveza à bebida. A Folia tem 11 IBU, 3,8% de teor alcoólico, corpo bem leve e refrescante e aroma levemente maltado com toques cítricos em segundo plano. Para ‘harmonizar’ com a Folia, durante o próximo final de semana, o bar da marca do Shopping Santa Úrsula também terá música ao vivo.

SERVIÇO
Carnaval da Nacional
Data: de sábado (18) a terça-feira (21)
Cidade: Ribeirão Preto-SP
Rua São José, 933 - Shopping Santa Úrsula
Tel.: (16) 3102 9246
E-mail: contatorp@cervejarianacional.com.br

NA INVICTA

imagem_release_680410O Invicta Knock Down edição especial Carnaval, acontece sábado (18), a partir das 12 horas, no espaço de eventos da cervejaria. Para a ocasião, a Invicta selecionou nove estilos de chopes que serão comercializados a um preço especial. Além dos chopes da casa, o local terá foods trucks e uma banda irá embalar as clássicas marchinhas de Carnaval

SERVIÇO
Invicta Knock Down Carnaval
Dia: 18 de fevereiro
Horário: 12h às 18h
Local: Espaço de eventos da fábrica
Endereço: Avenida do Café, nº 1.881
Informações: www.facebook.com/cervejariainvicta

NA WALFANGER

36No próximo final de semana, a Walfänger promove o Carnaval de rua no distrito de Bonfim Paulista, com dois eventos gratuitos. No sábado (18), a partir das 12h, acontece o ‘Vem pro Bloco do Litrão, comandado pela banda Marista Filhos da Pauta, com vários sucessos, como “O abre alas”, “Cabeleira do Zezé”, “Bandeira branca” e “As pastorinhas”. Além das cervejas artesanais produzidas na casa, o evento contará com o tradicional porco no rolete. Para a criançada, haverá o Espaço Kids, com pintura facial e distribuição de algodão doce. No domingo (19), a folia continua com o ‘Samba, Cerveja e Suor’, a partir das 12h. Além do Carnaval, os participantes acompanharão uma Brassagem e ganharão um voucher para experimentar a cerveja assim que estiver pronta para consumo.

SERVIÇO
Carnaval Walfänger - Vem pro Bloco do Litrão!
Data: 18/02
Horário: a partir das 12h
Local: Cervejaria Walfänger
 Endereço: Rua Carlos Ribeiro de Souza, nº 115, em Bonfim Paulista.
Informações: (16) 3325-3660
 Entrada: Gratuita
Brassagem ao vivo – Samba, cerveja e suor
Data: 19/02
Horário: a partir das 12h
Local: Cervejaria Walfänger
 Endereço: Rua Carlos Ribeiro de Souza, nº 115, em Bonfim Paulista.
Informações: (16) 3325-3660
 Entrada: Gratuita

Nova cerveja, palestra e investimento

Por marcelo.fontes em 09/02/2017

Weird Barrel faz cerveja colaborativa

Weird BarrelOs cervejeiros do Weird Barrel e da cervejaria Seasons, de Porto Alegre-RS, se reúnem neste sábado (11) no brewpub, em Ribeirão Preto, para produzir uma cerveja colaborativa. Será a primeira de quatro cervejas produzidas ao longo de 2017 por parcerias do Weird Barrel com outras cervejarias. A primeira será uma New England IPA, estilo que é uma variação de India Pale Ale. Leonardo Sewald (Seasons) e João Becker (Weird Barrel), desenharam uma receita com quantidades mais que generosas das variedades Citra, Columbus e Amarillo. Como pede o novo ‘estilo’, a New England IPA que ainda não foi batizada, promete aspecto turvo e denso, com aromas e sabores complexos que se destacam sobre o amargor. “Aproveitamos a presença do Leo Sewald, que assim como o João Becker começou na profissão como homebrewer, e convidamos os cervejeiros caseiros da cidade para confraternizar no bar neste sábado”, falou Rafa Moschetta, sócio do brewpub.

Cervejas gaúchas – Para comemorar a produção conjunta, as torneiras do Weird Barrel irão receber duas cervejas da Seasons. Uma delas será a Holly Cow #2, uma Double American IPA colaborativa com a norte-americana Green Flash Brewing Co., de San Diego. A outra convidada da Seasons será a Basilicow, uma cerveja de trigo estilo belga que leva manjericão na receita e foi eleita Cerveja do Ano no 3º Concurso Brasileiro de Cerveja 2015, realizado em Blumenau-SC.

SERVIÇO
Local: Weird Barrel
Rua Altino Arantes,  1854 – Ribeirão Preto-SP
Horário: a partir das 18h
Informações: https://pt-br.facebook.com/WeirdBarrel/

Cervejarium recebe evento no dia 14

Realizado pela agência ESC Conteúdo Editorial, o projeto Conversas de Conteúdo, que em 2017 tem o apoio da Colorado, vai levar encontros mensais ao bar Cervejarium. Os eventos com palestrantes convidados terão sempre temas ligados à transformação pessoal e social e inovação. A primeira edição do ano acontece no dia 14 de fevereiro, com a jornalista Maria Fernanda Ribeiro, que deixou a vida na capital paulista para viver junto aos povos da floresta Amazônica. Que for participar do bate-papo será recepcionado com um chope Colorado 016.

SERVIÇO
Conversas de Conteúdo – “O que a Floresta me ensinou sobre felicidade”
Convidada: Maria Fernanda Ribeiro
Quando: 14/02, às 19h30
Onde: Cervejarium
Endereço: Avenida Independência, 3242 – Ribeirão Preto
Quanto: R$35 (1 chope Colorado Cauim 016 incluso)
Convites à venda: SYMPLA http://ow.ly/XvsW308ChbC
Informações: (16)3236.0648 | (16)99125.9900 | oitudobem@escconteudo.com

Guilda planeja dobrar produção

Cervejas da Guilda

Cervejas da Guilda

A cervejaria Guilda, de Barretos, fez uma parceria com a Cervejaria Gerrilha, de São Paulo, para dobrar a produção – está crescendo para 2.000 litros mensais. “Estamos passando por ampliação de nossa adega com inclusão de mais dois tanques e nova linha de envase, com isso vamos quase dobrar a capacidade de produção da fábrica”, disse Walter Soares, sócio da Guilda. Com o investimento (valores não foram revelados), os rótulos da Guilda podem chegar a mais lugares do País. Hoje, em Ribeirão Preto, as cervejas da Guilda estão no Empório Toscana, Emporium do Queijo, Private Beer, Empório Santa Therezinha, Bar Vila Dionísio.

SERVIÇO – Guilda
Cidade: Barretos
Endereço: Avenida dos Maçons, 1405
Horário: 9h às 20h
Tel.: 17 3322 5858
Site: www.guildagiv.com.br

Cooperativa de cervejarias e carnaval das artesanais

Por marcelo.fontes em 05/02/2017

ENTREVISTA

Weber Sian/A Cidade

Weber Sian/A Cidade

Ribeirão Preto e região têm vocação cervejeira há muitos anos, todos sabem. E para incrementar esse setor, apaixonados pelas artesanais estão abrindo a Cooperbreja, uma cooperativa para micro e nano produtores.

O engenheiro de software Luiz Manoel Salvanini Madeira, o Madeira, de 47 anos, é um dos integrantes do projeto. “Sou cervejeiro há 4 anos, mas sou entusiasta desde os 18 anos, sempre procurando por bebidas onde o foco seja a qualidade e o prazer. Por isso, um de nossos lemas é beba menos, beba melhor”, falou. Leia a entrevista que o Blog fez sobre a Cooperbreja:

1 – Como surgiu a ideia de formar a cooperativa?

A cooperativa, cujo nome fantasia é Cooperbreja, surgiu como saída para a formalização de grande parte dos cervejeiros caseiros no Brasil. É uma forma de dar um “corpo” e um “rosto” a todos aqueles que hoje fazem sua cerveja em casa, com poucos recursos e equipamentos artesanais caseiros. Atualmente o custo para entrar neste segmento é um dos maiores do País, pois os equipamentos estão com preços acima da realidade. A cooperativa surgiu como um “levante”. Até junho de 2018, faremos um intercâmbio com outras cooperativas estabelecidas na América Latina.

2 – Como surgiu seu interesse pela fabricação da cerveja artesanal?

Mesmo no auge dos meus 47 anos – eu sou um adolescente com data de validade vencida – eu sempre procurei por produtos novos no mercado, sejam eles bebidas ou alimentos. O gosto pela cerveja veio justamente pelo fato de estar enjoado e saturado das únicas opções disponíveis na época, as mainstream.

Fptp: Weber Sian/A Cidade

Fptp: Weber Sian/A Cidade

3 – Quantos cooperados já fazem parte da Cooperbreja e em quantas cidades já há cooperados?

Nosso quadro de cooperados cresce a cada dia. Nosso quadro formalizado e com as quotas já pagas totalizam neste mês de fevereiro 350 cooperados, que estão espalhados por todas as cidades da região de Ribeirão Preto e em mais seis estados brasileiros. Já temos cooperados do México, Argentina, Colômbia, Uruguai, Paraguai e Bolívia.  Sem contar alguns cooperados em Miami, que vão nos ajudar na importação de diversos equipamentos e insumos cervejeiros.

4 – Quais as vantagens oferecidas aos cooperados?

Inúmeras vantagens, que vão desde o curso básico para iniciantes na fabricação caseira, até cursos avançados que vão englobar consultorias técnicas de mestres cervejeiros para montagem de plantas industriais. Trabalharemos com a venda de insumos com preços atrativos e consultoria avançada para formação de receitas de cervejas, venda de equipamentos cervejeiros com financiamento via BNDES.

5 – A sede será em Ribeirão Preto? Vai ter um bar temático?

Nossa sede já está localizada em Ribeirão Preto, na avenida do Café, 960. Nosso prédio tem as cores amarelo e verde. Quanto ao bar temático, estamos estudando outra área para recebr o empreendimento.

6- Qualquer pessoa pode ser cooperada?

Sim, qualquer pessoa que goste de cerveja pode ser um cooperado. Se a pessoa não quiser fazer cerveja, ela poderá comprar cervejas com preços espetaculares e participar das palestras, cursos e reuniões periódicas de degustação de cerveja.

SERVIÇO
COOPERBREJA
Site: www.cooperbreja.com.br/cooperados
WhatsApp: 16 997091676
E-mail: atendimento@cooperbreja.com.br

INVICTA NO CARNAVAL

Faltando três semanas para a maior festa brasileira, a Cervejaria Invicta, de Ribeirão Preto, já está com tudo pronto para receber os apaixonados pelas artesanais. O Invicta Knock Down edição especial Carnaval, acontecerá dia 18 de fevereiro, a partir das 12 horas, no espaço de eventos da cervejaria. Para a ocasião, a Invicta selecionou nove estilos de chopes que serão comercializados a um preço especial: Invicta 108 (Imperial Stout aveludada), Invicta 1000 IBU (Imperial IPA), Black Cat (India Black Ale), Boss (Imperial IPA), Iniciação (Weiss), Hellbeirão Pils (German Pilsener), Saison (Belgian and French Ale), Six O’ Clock (India Pale Ale) e a tradicional Pilsener. Além dos chopes da casa, o local terá food trucks e uma banda formada por tradicionais músicos da cidade.

SERVIÇO
Invicta Knock Down Carnaval
Dia: 18 de fevereiro
Horário: das 12 às 18 horas
Local: Espaço de Eventos da nova fábrica
Endereço: Avenida do Café, nº 1.881
Informações: www.facebook.com/cervejariainvicta

WALFANGER NO CARNAVAL

WalfangerA Walfanger também promove uma festa de Carnaval no dia 18 de fevereiro. A cervejaria criou o Bloco do Litrão, em alusão à venda dos chopes da marca na garrafa de um litro (leia o post do blog do dia 8 de janeiro). Será um evento com música ao vivo e com reservas de mesa para quem optar pela compra de um barril de 20 litros. Para quem não quiser o barril, o funcionamento do bar será normal. A música ao vivo ficará por conta do Bloco Filhos da Pauta.

SERVIÇO
Bloco do Litrão da Walfanger
Dia: 18 de fevereiro
Horário:12h às 24h
Local: Distrito de Bonfim Paulista
Endereço: Carlos Ribeiro de Souza, 115
Informações: www.facebook.com/cervejawalfanger/

PROMOÇÃO NA NACIONAL

20161212_185811_HDRA Cervejaria Nacional criou a promoção “Aniversário Nota 10”, em que o aniversariante, além de ganhar presentes, pode virar o ‘barman’ da própria festa. Fazendo a reserva antecipada, de domingo a sexta, a partir das 17h, o aniversariante e os dez primeiros convidados a chegarem ganham a “entradeira”, uma caldereta de uma das lendas. Aos sábados, será feito um sorteio que garantirá ao aniversariante vencedor o controle das torneiras da Nacional por 10 minutos. Somente o aniversariante sorteado poderá entrar no bar e será avisado com 10 minutos de antecedência. A promoção é válida mediante a apresentação de documento de identidade e é dada uma margem de uma semana para trás ou uma para frente da data oficial de aniversário.

Serviço:

Cervejaria Nacional
Endereço: Rua São José, 933, Higienópolis - Ribeirão Preto/SP
Shopping Santa Úrsula - Piso térreo
Telefone: 16 3102-9246
Horário de funcionamento: segunda a sábado, das 12h a 0h, domingos, das 12h às 22h
Site: www.cervejarianacional.com.br
Face: facebook.com/cervejarianacional

NOVA CERVEJA E NOVO BAR

Por marcelo.fontes em 24/01/2017

Lund lança rótulo cream ale

A cervejaria Lund, de Ribeirão Preto, está lançando seu novo rótulo, a MidSommar. Trata-se de uma cream ale, com dry hopping (aroma mais intenso) para os dias mais quentes. Com teor alcoólico de 4,7% e 19,6 IBU, a Lund MidSommar se destaca dos demais rótulos deste estilo, de acordo com a cervejaria, pela combinação de malte de cevada, trigo, maltado e não maltado, e flocos de aveia somados aos lúpulos Cascade e Amarillo. O lançamento oficial ocorre na quinta-feira (26), em Ribeirão Preto.

MidSommar (2)Lund MidSommar

Detalhes: É uma cerveja não filtrada, de cor amarela acobreada, naturalmente turva, com boa formação e persistência do creme e aroma de frutas cítricas amarelas. O amargor é mediano e tem retro gosto com percepção gostosa do Maracujá.

Harmoniza: Pratos típicos de verão, que levam bacalhau, camarão, pizzas de muçarela ou marguerita, salmão e saladas variadas compostas por folhas verdes.

Nome: MidSommar remete a um dos feriados mais importantes da Suécia, e também um dos mais comemorados da Europa, anunciando a chegada do Verão.

Venda: Em São Paulo (Capital, Interior, Vale e Litoral), Brasília, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Goiás, Espírito Santo e Rio de Janeiro, em garrafas de 600 ml e preço sugerido de R$ 19,90. Para outras localidades, o produto estará disponível no site: www.cervejarialund.com.br

Bar da Lund - SERVIÇO
Local: rua José Roberto Vitorazzi, 315
Horário: Diariamente, das 8h às 18h
Site: www.cervejarialund.com.br

Bar da SP 330

Desde o feriado de São Sebastião – dia 20 de janeiro – Ribeirão Preto conta com mais um bar com artesanais. A SP 330, que tem fábrica e um tap room na marginal da Rodovia Anhanguera (rua Ubatuba, 1257), abriu o Point, no Jardim Botânico, zona Sul. O local oferece muito rock’n’roll e todos os rótulos da SP 330, facilitando a vida dos amantes da marca.

 Point SP 330 – SERVIÇO
Local: Rua Paschoal Bardaro, 1536, Jd. Botânico
Horários: terça a sexta, das 17h – 00h
Sábados, das 11h – 00h e domingos, das 11h – 20h
Site: www.cervejariasp330.com.br

DICA DA SEMANA

Milena Aurea/A Cidade

Milena Aurea/A Cidade

15º Pirates Day

No domingo (29), o Weird Barrel promove o primeiro Pirates Day de 2017 – 15ª edição desde a fundação do bar/fábrica. A novidade fica por conta da parceria com o Barba Negra Barbearia – você vai poder fazer a barba enquanto toma uma cerveja de qualidade.

15º Pirates Day – SERVIÇO
Local: rua Altino Arantes, 1.854 – Weird Barrel
Horário: das 12h às 20h
Site: www.facebook.com/events/194315467710267/

INFORMAÇÕES E NOVIDADES

Por marcelo.fontes em 08/01/2017

Nessa edição do blog escrevo sobre mitos e verdades da cultura cervejeira e a inovação da Walfanger, que está disponibilizando seis rótulos em litrões.

Foto: FL Piton/Arquivo A Cidade

Foto: FL Piton/Arquivo A Cidade

7 MITOS E VERDADES SOBRE CERVEJA

Foto: Weber Sian/A Cidade

Foto: Weber Sian/A Cidade

A cerveja e o copo

O tipo do copo usado interfere na experiência de beber cerveja. O copo mais comum, chamado tulipa, que serve para as cervejas tipo pilsner e lager. Uma caldereta já é indicada para IPA e ALE. Há uma vasta gama de copos com as respectivas cervejas.

Cerveja e a forma de servir

A forma de servir a cerveja pode alterar o sabor. Cada estilo de cerveja tem uma forma de ser servida. As mais comuns no Brasil – pilsner e lager – devem ser servidas colocando o copo em um ângulo de 45ºC e depois finalizando com colarinho aproximado de dois dedos.

Cerveja em pé

A melhor forma de guardar a cerveja é em pé. Diferente do vinho, que deve ser armazenado deitado, a cerveja fica melhor conserva em pé porque diminui o contato com ar, desacelerando a perda do sabor.

Foto: Weber Sian/A Cidade

Foto: Weber Sian/A Cidade

Cerveja ‘trincando’

Ao contrário da preferência da maioria dos brasileiros, a cerveja não deve ser servida estupidamente gelada. Os sabores da bebida não são sentidos de a cerveja estiver ‘trincando’ porque as papilas gustativas são anestesiadas pelo gelado. O ideal é que a cerveja esteja, no máximo, a 5ºC. Mas lógico, se for do seu gosto, em um churrasco com 40ºC de temperatura, não deixe de tomar a cerveja ‘trincando’.

Cerveja e a barriga

O termo ‘barriga de cerveja’ é usado corriqueiramente. Mas vários estudos já comprovaram que o que faz a gordura abdominal aumentar é o petisco consumido junto com a cerveja. Portanto, tome sua cerveja, com moderação, e consuma guloseimas com baixa caloria, como o tremoço.

Ingredientes da cerveja Foto: Weber Sian/A Cidade

Ingredientes da cerveja Foto: Weber Sian/A Cidade

Cerveja e a dieta

Uma pessoa que leva uma vida saudável e tem uma dieta balanceada pode consumir cerveja normalmente. Os ingredientes da cerveja são ricos em antioxidantes, vitaminas e sais minerais. Mas lógico, sempre que o consumo for com moderação. Só evite cerveja feita com milho transgênico, essa sim pode fazer mal para a saúde.

Cerveja é calórica

Um copo de cerveja tem, em média, entre 100 e 120 calorias. Se comparado com o vinho, por exemplo, podemos dizer que a cerveja tem poucas calorias – uma taça de vinho tem entre 200 e 240 calorias. Mais uma vez, é lógico, a receita é beber com moderação.

WALFANGER LANÇA LITRÃO

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Em uma novidade em Ribeirão Preto, a Cervejaria Walfanger, artesanal com sede no distrito de Bonfim Paulista, está lançando o ‘chope litrão’. São seis cervejas (Helles, Weizen, Doppel Bock, German IPA, Vienna e Altbier) disponíveis nessa nova embalagem. “É uma forma prática de apreciar um chope de qualidade, sem pagar mais por isto. Mais sabor pelo menor preço”, falou Augusto Balieiro, fundador e presidente da Walfanger.

SERVIÇO - WALFANGER
Rua Carlos Ribeiro de Souza, 115 – Bonfim Paulista
Horário: Quartas, Quintas e Sextas das 18h até às 00h
Sábados das 12h à 00h e Domingos das 12h até às 18h
Mais informações: (16) 3325-3660 / (16) 3325-3661

COLORADO DE GRAVIOLA

IMG-20170108-WA0006Seguindo a linha das cervejas com frutas, a Colorado já disponibiliza em Ribeirão Preto a Murica. Trata-se de uma cerveja que leva graviola na receita, do estilo Cream Ale (família Pale Ale). A graviola é uma fruta caribenha que está no Brasil há mais de 500 anos. O nome científico da graviola é Annona Muricata, por isso o nome Murica. Essa é a terceira cerveja com fruta lançada pela Colorado – tem a Nassau (caju) e a Eugênia (uvaia). As três cervejas podem ser degustadas no Cervejarium.

SERVIÇO – CERVEJARIUM
Endereço: avenida Independência, 3.242
Horário: De segunda a sábado, sempre a partir das 17h30
Fone: 3911 4949
Perfil: www.facebook.com/cervejarium/?fref=ts

DICA DE LEITURA

Quer saber mais informações sobre cerveja? Indico três livros, que foram usados para produzir o mitos e verdades desta edição do blog: Larousse da Cerveja, Livro da Cerveja e Cervejas, Brejas e Birras. Boa leitura!

Cerveja-frenteCapa-Livro-Cervejas-Brejas-Birraso-livro-da-cerveja

CARNE DE PORCO E CERVEJA

Por marcelo.fontes em 18/12/2016

Carne de porco e cerveja, uma combinação que agrada o paladar de muitos cervejeiros. Por isso, nesta edição, o blog convidou a sommelière Bia Amorim para harmonizar os principais cortes de porco com os estilos das artesanais. Aliás, muitos dos pratos estarão presentes nas ceias de Natal e Ano Novo.

Foto: Mastrangelo Reino/A Cidade

Foto: Mastrangelo Reino/A Cidade

Prato: Pernil Assado

Cerveja: Pale Ale / Doppelbock

Com uma cerveja onde os maltes são mais destacados que o amargor, o pernil vai ganhar uma intensidade de sabor. Com Pale Ale se tem boa carbonatação e equilíbrio entre o malte e o lúpulo, com a Doppelbock o caramelo maltado e o álcool um pouco mais forte casa muito bem com a carne de porco, suculenta, assada.

Foto: Weber Sian/A Cidade

Foto: Weber Sian/A Cidade

Prato: Costelinha no Barbecue

Cerveja: Brown Ale / Dubbel

De cor marron, essas duas cervejas encantam no paladar. A Brown Ale, com nuances de caramelo, aroma maltado com toques de nozes e em bom equilíbrio com o amargor que está presente junto à costelinha tem boas semelhanças. As Dubbels tem cor marrom também, mas mais puxado para acobreado, um sabor doce no início e seco ao final, com boa presença de frutas secas. As duas cervejas podem ir bem com uma costelinha com molho, tomando cuidado apenas com a acidez que alguns Barbecues têm, os sabores agridoces formam uma bela combinação, assim como a carbonatação ajuda a suavizar o paladar.

Foto: Marcelo Fontes/Arquivo pessoal

Foto: Arquivo

Prato: Lombo com molho de laranja

Cerveja: White IPA / Saison

White Ipa (como a Colorado Nassau – foto) é um estilo de cerveja bastante novo e mistura Witbier com India Pale Ale, suavidade e temperos com amargor e aroma. Uma Saison é tão versátil que seus perfumes e texturas podem ser bastante complexos e sempre uma boa experiência. Ambas podem ter sucesso com uma carne como o lombo, que não é tão saborosa quanto outras partes do porco, mas é suculenta e, com um molho, enriquece uma refeição. Os dois estilos tem boa carbonatação e são leves para lidar com um molho cítrico.

Prato: Costelinha assada

Cerveja: Dunkel / Double IPA

Escura, maltada e de sabor e amargor moderado, a Dunkel é ótima companhia para uma costelinha assada ou na churrasqueira. Farão um par perfeito com casquinhas e sabores que se complementam. A cerveja que é Lager, tem corpo médio, boa carbonatação para limpar o paladar e consegue envolver todos os aspectos desta harmonização. A Double IPA já é uma cerveja com suas qualidades bastante destacadas, com teor alcoólico mais alto, carga intensa de lúpulos e sabores maltados à altura do amargor. Cabe bem com uma costelinha que tem gordura e sabor para acompanhar essa cerveja potente.

Prato: Leitão à pururuca

Cerveja: Schwarzbier

Escura e seca, essa cerveja Lager é leve e saborosa. Seria uma opção para quem gosta de Pilsen, mas com sabores mais torrados e não tão doce quanto uma Malzbier. Um leitão à pururuca é um prato pesado e que pode ganhar ainda mais sabores harmonizados com uma cerveja desse estilo.

Prato: Panchetta

Cerveja: ESB / IPA

A panchetta é uma preparação de salivar e para ter uma boa combinação podemos pensar em uma cerveja de estilo ESB, que é de escola inglesa, maltada e levemente amarga, vai bem com a pele crocante, repare que as cores são bem parecidas, não à toa combinam. Podemos também pensar em uma clássica e amarga India Pale Ale. Com muito aroma cítrico ou floral, essas cervejas que são as queridinhas dos cervejeiros tem potência para elevar um prato como este.

Foto: Facebook Invicta

Foto: Facebook Invicta

Prato: Torresmo (o bom e velho)

Cerveja: Session IPA / Vienna Lager

Torresmo não pode ter muita regra. Quase qualquer cerveja combina! Mas como é vasto a lista de estilos, vamos focar. Para sentar e beber em maior quantidade, uma cerveja mais leve e com menos álcool pode ser a melhor opção. A Session IPA (6 o´clock – foto) tem todas as características de uma cerveja IPA, mas atenuadas, mais leve e com melhor drinkability (usamos essa palavra para não falar ‘bebabilidade’). Sua boa carbonatação e amargor ainda vão melhorar o crocante torresmo. Para uma harmonização usando algumas semelhanças, sugiro uma fresca Vienna Lager, com carbonatação excelente, sabores maltados e final seco.

FALANDO EM CERVEJA

Site novo da Invicta

Rodrigo Silveira, mestre cervejeiro e diretor da Invicta

Rodrigo Silveira, mestre cervejeiro e diretor da Invicta

A Cervejaria Invicta está lançando seu novo site (www.invictacervejaria.com.br), que possibilita a compra dos rótulos da fábrica de Ribeirão Preto em qualquer parte do Brasil. “É uma loja virtual que permite que toda a linha Invicta chegue aos quatro cantos do País, inclusive nas cidades que ainda não há distribuidores. Além das cervejas, temos camisetas, bonés, chaveiros, copos e growlers”, conta o mestre cervejeiro e diretor da Invicta, Rodrigo Silveira.

IPA LundNova Lund

A Cervejaria Lund, de Ribeirão Preto, traz a partir deste mês de dezembro uma autentica receita de India Pale Ale para atender aos ‘lupomaníacos’ de plantão.  O novo rótulo utiliza aromas florais, cítricos e herbais, proveniente da utilização de lúpulos americanos de safras recentes em sua brassagem. A Lund India Pale Ale é uma cerveja de corpo médio, de teor alcoólico de 6,8% por volume e IBU 74. O preço sugerido da garrafa de 600 ml é de R$ 23,90.

Serviço - Lund
Local: rua José Roberto Vitorazzi, 315
Horário: Diariamente, das 8h às 18h
Site: www.cervejarialund.com.br

DICA DA SEMANA

Foto: Marcelo Fontes

Foto: Marcelo Fontes

A dica da semana é a cerveja Garapa, primeira receita produzida pela unidade de Ribeirão Preto da Nacional. A receita conta com melado orgânico de cana-de-açúcar e pimenta-do-reino. Manga e verbena são adicionadas durante a maturação. A Garapa é leve e fácil de beber, tendo 6,5% de teor alcoólico, 30 IBU (baixo amargor) e coloração amarela turva.

SERVIÇO: Cervejaria Nacional
Endereço: Rua São José, 933 – Shopping Santa Úrsula
Horário: Todos os dias, a partir das 12 horas
E-mail: contatorp@cervejarianacional.com.br
Perfil: www.facebook.com/cervejarianacional/?fref=ts

Parceria traz novo rótulo para Ribeirão

Por marcelo.fontes em 04/12/2016

Sebastiana lança colaborativa com a Júpiter

Talismã-Instagram

A Cervejaria Júpiter, de São Paulo, se uniu ao Alambique Santa Rufina, de Américo Brasiliense (70 quilômetros de Ribeirão Preto), para produzir uma edição limitada da sua festejada Imperial IPA Talismã.

A trajetória do novo rótulo começou no Alambique onde um barril de Carvalho Americano, de tosta intensa e de primeiro uso, maturou Cachaça Sebastiana por 18 meses. Depois disso, recebeu 10 tipos de lúpulos por seis meses, e finalmente foi blendado um lote de Júpiter Talismã, que permaneceu em repouso por mais seis meses.

Encorpada e complexa, a Júpiter Talismã Sebastiana alcançou 9% de teor alcoólico, trazendo aroma persistente dos lúpulos americanos com notas amadeiradas. De cor Castanho acobreada, destaca sabores do coco queimado, baunilha, tostado e caramelo, com amargor e secura no final, ideal para acompanhar um bom charuto.

LANÇAMENTOS – A Júpiter e o Alambique estão realizando três eventos de lançamento, sendo um deles em Ribeirão Preto. Dois já aconteceram na cidade de São Paulo, no Empório Alto de Pinheiros e na Choperia São Paulo. Em Ribeirão, acontece no Cervejarium na quinta-feira (8), às 20h. Durante os eventos, além da disponibilidade de venda das garrafas em primeira mão, os participantes contarão com a presença das equipes de desenvolvimento da Júpiter Talismã Sebastiana, comentando detalhes e curiosidades sobre o processo de maturação e experiências sensoriais do novo rótulo.

SERVIÇO: Lançamento da Júpiter Talismã
Quando: dia 8, às 20h
Onde: Cervejarium (avenida Independência, 3.242)
Detalhes: Apenas 2 mil garrafas de Júpiter Talismã Sebastiana
foram produzidas, e chegam ao mercado neste mês de dezembro.
A distribuição ficará a cargo da Multibeer e será vendida
em garrafas de 500ml, com preço sugerido de R$ 55.

Cervejaria Lund conquista Prata no FestGraf  2016

Lud MunichA Cervejaria Lund, de Ribeirão Preto, conquistou Troféu Prata na quinta-feira (1), na categoria Melhor Rótulo e Embalagem do Prêmio FestGraf – Festival Gráfico do interior Paulista. O rótulo vencedor é da Munich Holz, uma cerveja artesanal Strong Lager de edição limitada.

O rótulo foi desenvolvido pela equipe interna de criação da Cervejaria Lund em parceria com o fornecedor ArtChik, também de Ribeirão Preto. O festival é realizado pela APP (Associação dos Profissionais de Propaganda).
“De cor marrom escura e creme bege claro, essa cerveja foi maturada por 90 dias em barris de Carvalho, anteriormente utilizados para a produção de uísque. Caracteriza-se como uma típica opção de bebida para o Inverno. Como uma boa cerveja de guarda, o detalhe da cera quente, aplicado de forma artesanal no topo da garrafa, veio coroar o produto”, explica Thiago Fernandes, gerente operacional da Lund.

A Lund Munich Holz foi envasada em garrafas de 600 ml, que ainda podem ser encontrados em alguns pontos de vendas online.  O próximo lote da Holz tem previsão para junho de 2017.

DICA DA SEMANA

Nacional lança panetone de cerveja

cervejaria nacional_panetone mula_mariana buck

A Cervejaria Nacional, que tem uma filial em Ribeirão Preto no Shopping Santa Úrsula, está vendendo panetones que tem como base as cervejas produzidas no local. As duas receitas de panetones exclusivas para a comemoração de Natal são: recheada com doce de leite e cerveja Mula IPA (R$ 32; 600g) e com ganache de chocolate e cerveja Sa’Si Stout (R$ 32; 600g).

SERVIÇO: Cervejaria Nacional
Endereço: Rua São José, 933 – Shopping Santa Úrsula
Horário: Todos os dias, a partir das 12 horas
E-mail: contatorp@cervejarianacional.com.br
Perfil: www.facebook.com/cervejarianacional/?fref=ts

ELA: mulher e a cerveja

Por marcelo.fontes em 19/11/2016

Cerveja ELA

Cerveja ELA

Na última quarta-feira (16), no Vila Dionísio, ocorreu o lançamento em Ribeirão Preto da cerveja ELA. Fabricada pela Dádiva (cervejaria que tem como fundadora uma mulher), o rótulo é um símbolo do empoderamento feminino e da paixão das mulheres pela bebida, que por muitos anos foi considerada um produto do universo masculino. ELA é também é um coletivo com aproximadamente 60 mulheres que trabalham com cerveja nas mais diferentes áreas. A cerveja já foi lançada em várias capitais, como Belo Horizonte-MG, Rio de Janeiro e São Paulo.

Evento de lançamento da ELA

Evento de lançamento da ELA

“A ELA é uma cerveja bem lupulada, justamente para combater o esteriótipo de que a mulher não gosta de cerveja e, quando gosta, precisa ser uma bem fraquinha”, disse Bianca Barbarini, que é a cervejeira responsável pela produção do Grupo Jops, de Ribeirão Preto. Segundo Bianca, todo o lucro obtido com a cerveja será revertido para entidades que apoiam mulheres que sofreram violência doméstica. “Serão lançadas outras cervejas. A próxima será produzida em Goiânia”, acrescentou Bianca, que também participa da Confraria Sophia – grupo de mulheres que se reúne para degustar cervejas mensalmente.

Bianca Barbarini, Renata e Bia Amorim

Bianca Barbarini, Renata e Bia Amorim

“O evento de lançamento da cerveja foi muito bacana. Junto com ela vieram significados, conceitos, papo aberto, conversa, ação, coletivo. Mais do que uma cerveja, um movimento. Foi muito legal ver que tem bastante gente interessada em debater assuntos que hoje estão em tempos de mudança. A cerveja está incrível, é uma forte Barley Wine com 10,5% de álcool. Tem dry hopping de um lúpulo chamado Ella e chips de carvalho e rum”, explicou sommelier Bia Amorim.

Quem quiser experimentar a ELA, o rótulo está sendo vendido (lote pequeno) em Ribeirão Preto no Empório Toscana – rua Campos Salles, 1928 / (16) 3235 5779

Novo rótulo da SP 330

Hernan Castellani, da Sir Hopper, e Tio Limongi, da SP 330

Hernan Castellani, da Sir Hopper, e Tio Limongi, da SP 330

A banda Talking Heads, sucesso da década de 1970, é a inspiração para o novo rótulo que a Cervejaria SP 330, de Ribeirão Preto, acaba de desenvolver em parceria com o brewmaster argentino Hernan Castellani, da Sir Hopper. Trata-se de uma Imperial IPA resinosa e muito frutada que recebeu o nome de Psycho Killer. Com sabor marcante de maltes e frutas, apresenta teor alcoólico de 8.6% e IBU 100, provocando um retro gosto largo, porém, de final equilibrado na boca. A Psycho Killer estará disponível para consumo até o final de novembro no Tap Room da Cervejaria SP 330 e em alguns bares selecionados da cidade de Ribeirão Preto. A partir de 2017, o produto será incorporado ao portfolio da cervejaria e distribuído aos pontos de vendas interessados na aquisição do rótulo de todo o Brasil.

SERVIÇO:
Endereço: Rua Ubatuba, 1257, Jardim Salgado Filho II – Ribeirão Preto
acesso pelo Km 315 da Rodovia Anhanguera - Telefone: 16 3615 9601 / 16 3615 8045
www.cervejariasp330.com.br / www.facebook.com/cervejariasp330 /@cervejariasp330
Horário de funcionamento:
Fábrica, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h
Tap Room, aos sábados, das 11h às 20h.

Concurso da Lund em Brasília

copo Lund (2)A Cervejaria Lund, de Ribeirão Preto, está lançando um concurso para os cervejeiros caseiros –homebrewers ou paneleiros – de Brasília. Com nome de “Desafio da Panela”, o concurso irá eleger a melhor cerveja do estilo Russian Imperial Stout. O vencedor terá sua receita ser produzida em uma edição limitada. As inscrições poderão ser feitas até dia 30 de novembro pelo site: www.cervejarialund.com.br. O envio das amostras – obrigatório para 2 garrafas – deverá chegar à cervejaria no período de 10 a 28/02/2017. A divulgação do resultado acontece dia 27/03/17 e será comunicado nas redes sociais e site da cervejaria. A brassagem será realizada na fábrica de Ribeirão Preto.

Baden Baden teve ‘ajuda’ da região

Por marcelo.fontes em 10/11/2016

Ele é natural da cidade Cravinhos e ajudou a desenvolver uma das maiores cervejarias artesanais do Brasil, a Baden Baden. Trata-se do empresário Fabio Zan, que ficou conhecido em Ribeirão Preto por ser candidato a prefeito pela Rede. Em um ‘pingue-pongue’ com o blog, ele conta como foi essa aventura lá na virada do século.

Foto Milena Aurea/A Cidade

Foto Milena Aurea/A Cidade

1 – Como foi a sua participação na expansão da marca Baden Baden?

Em 1999, trabalhava em uma distribuidora que importava cervejas do Reino Unido, França, Bélgica e Canadá. Em agosto, fomos convidados pelo Consulado Britânico a fazer uma viagem para estreitar relacionamento. Visitei várias fábricas, conheci fornecedores de maltes especiais, lúpulos e também diferentes embalagens.

Facebook/Baden Baden

Facebook/Baden Baden

Quando retornei, em setembro, os sócios da empresa em que trabalhava estavam em negociação adiantada com o proprietário do Baden (famoso restaurante em Campos do Jordão) para construírem uma cervejaria artesanal. No mesmo dia da minha chegada, me propuseram o cargo de gerente geral para iniciar o projeto da Baden Baden – a aceitei prontamente. Eram quatro sócios e eu. Fui para Campos do Jordão e iniciei a construção da fábrica. Contratei os primeiros funcionários, comprei os equipamentos, desenvolvi rótulos, embalagens e produtos. Tudo sempre com a participação ativa dos quatro sócios. Em abril de 2000, tínhamos nosso primeiro produto: a Baden Baden Golden (foto).

2 – Como foi a experiência de participar da consolidação de uma marca de cerveja artesanal e qual a maior dificuldade?

Tenho muito orgulho do trabalho que realizamos na fábrica. Fazíamos um trabalho didático para apresentar um estilo de cerveja só conhecido, até então, no exterior. Levávamos os turistas à fábrica, dávamos uma explicação sobre a história da cerveja e seus diferentes tipos, mostrávamos a linha de produção, fazíamos degustação e apresentávamos os ingredientes. O número de interessados só aumentava, mas a dificuldade para colocar o produto em pontos de venda fora de Campos do Jordão era enorme. O preço mais alto e o desconhecimento do produto por parte dos compradores de grandes redes de supermercados e empórios foram um empecilho.

3 – Como você avalia o mercado das artesanais hoje?

Hoje o mercado brasileiro de cervejas artesanais está repleto de produtos de qualidade, muitos ganhadores de prêmios internacionais. Fico feliz quando vou a um bar e vejo cervejas artesanais nas mesas, e também quando vejo prateleiras inteiras em supermercados dedicadas às artesanais. Sinto que o trabalho que começamos em 1999 estava correto e deu certo, e o produto conquistou os diferentes paladares, principalmente dos ribeirão-pretanos, que têm muita variedade de cervejas artesanais.

4 – Tem intenção de voltar a trabalhar com cerveja?

Coincidentemente, recebi um convite há dez dias para desenvolver um projeto novo em Ribeirão Preto, mas não tem nada de concreto ainda. É um mercado delicioso de se trabalhar. Voltaria com muito prazer.

FALANDO EM CERVEJA

Nacional lança a Garapa

nacionalA Cervejaria Nacional, localizada no shopping Santa Úrsula em Ribeirão Preto, lança a partir do dia 21 de novembro a Garapa, cerveja que abre a leva de sazonais produzidas exclusivamente por aqui. Do estilo Saison, a receita estreante foi criada pela parceria entre a Nacional RP e a sommelier Bia Amorim. Dessa união, nasceu uma bebida feita com melado de cana-de-açúcar e pimenta-do-reino, mais manga e verbena adicionadas na maturação.
Além de conter ingredientes fora do comum, a Garapa é leve, muito aromática, tendo 6,5% de teor alcoólico, 30 IBU e coloração amarela turva. São 450 litros que serão servidos em copos de 330ml (R$ 18) e 570ml (R$ 27), com sistema double até as 22h apenas na noite do lançamento. No restante dos dias o esquema de bebida em dobro acontece das 17h às 19h, até acabarem os estoques.

IPA Day reúne 1,8 mil amantes de lúpulo

Divulgação/Marcos Weiske

Divulgação/Marcos Weiske

Realizado em Ribeirão Preto pelo 5º ano consecutivo, o IPA Day Brasil recebeu 1.800 amantes de lúpulo. O evento do último sábado (5), ficou em segundo no ranking de municípios que mais levam público ao IPA Day. Ficou atrás de São Paulo e seguida por Campinas, Brasília, Rio de Janeiro. Foram servidos 6 mil litros de IPA em seus diversos estilos, num total de 37 rótulos de 22 cervejarias de 7 estados, além de duas cervejarias norte-americanas.

Melhor IPA do Brasil

No palco do IPA Day Brasil foi anunciado o resultado do concurso Melhor IPA do Brasil. Os jurados avaliaram quatro diferentes categorias do estilo e, dentre as 51 amostras inscritas, a catarinense Blauer Berg IPA foi escolhida a Best of Show, considerada a melhor India Pale Ale produzida no País.

Resultados:
Melhor IPA de Brasil (Best of Show)
Blauer Berg IPA (Medalha de Ouro)

American  IPA
Medalha de Ouro
Cevada Pura
Ruradélica Ales Wild

Specialty IPA
Medalha de Ouro
Colorado Nassau
Medalha de Prata
Wäls Impetus
Medalha de Bronze
Colorado Eugenia

English IPA
Medalha de Prata
Cevada Pura

Imperial IPA
Medalha de Prata
Dávida Bazooka
Medalha de Bronze
Vaca das Galaxias – Cervejaria Seasons